Politici e elezioni, Voto libero e di partecipare attivamente alla democrazia, Voto per il cambiamento, On line referendum
Mário Soares

Mário Soares não se convenceu da abertura marcelista

Mário Soares 56%

Mário Soares voltou a subir ao palco do Teatro Aveirense este sábado, 40 anos depois de, no mesmo local, ter participado no II Congresso Republicano em que advogou a transformação democrática do regime. O regresso deu-se a mando de Marcelo Caetano, que sucedera a Salazar, numa clara tentativa de “dar um cunho liberal” ao regime. “Nunca me convenci que iria fazer realmente uma abertura”, disse o antigo Presidente da República na evocação da efeméride organizada pelo Governo Civil de Aveiro. Mário Soares, na altura com 44 anos, apresentou em Aveiro uma das teses mais incómodas para o Estado Novo. Intitulada “A Constituição de 1933 e a evolução democrática do País”, a intervenção imponha a auto-determinação das colónias e eleições livres, entre outras ideias, como condições para instaurar a democracia. Este protagonismo motivou receios também entre alguns opositores. “Lembro-me que os meus amigos comunistas não gostaram nada da tese. Acharam que podia atirar para a criação de um partido socialista, o que seria um inconveniente”, contou. “Tenho ideia, e a minha mulher assistiu, que tive críticas e assobios quando esperava o contrário”, acrescentou. Mário Soares lembrou o contributo dado pelos democratas de Aveiro que organizaram o congresso. 
Homenageou, entre outros, Mário Sacramento (que faleceu um mês antes do encontro), Álvaro Seiça Neves, João Sarabando, Costa e Melo e Carlos Candal. A este último tido como “figura-chave do PS Aveiro, de grande verticalidade e que nunca teve papas na língua”, fez desejos de melhoras por se encontrar doente.<. p>

...

 

Aveiro | 17-MAI-2009 01:00

source: Notícias de Aveiro

03.06.2009


Elviss -
Bandiera cheno spam

ElectionsMeter non è responsabile per il contenuto del testo. Semper Si prega di fare riferimento all'autore. Ogni testo pubblicato sul ElectionsMeter dovrebbe includere nome originale dell'autore e il riferimento alla fonte originale. Gli utenti sono obbligati a seguire avviso di violazione del diritto d'autore. Si prega di leggere attentamente la politica del sito.

Torna al sondaggio: > Portugal > Politici > Mário Soares
 
load menu